LIVRO: FINGINDO - CORA CARMACK

COM SEUS CABELOS COLORIDOS, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam... E eles nem sonham que a filha vive assim.
Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro . A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado.
Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida.
Um faz de conta com data marcada para terminar... E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.

Já tinha lido o primeiro livro dessa série há algum tempo, e era louca para conferir os próximos volumes. Eis que a Novo Conceito me envia o segundo livro. O primeiro livro, "Perdendo-me", tinha me encantado pelas cenas hilárias e super divertidas, além do romance delicioso de ser lido e a química eletrizante entre os personagens. Então sem dúvidas que queria ler os outros livros da trilogia.



Em Fingindo temos a história do Cade, personagem que já tinha dado o ar da graça no livro anterior, e que diga-se de passagem, não tinha me deixado muito entusiasmada para ler sua história, mas como achei Perdendo-me super divertido de ser lido, óbvio que queria ler esse também, mesmo sem ter ido com "a cara" do protagonista.


O livro gira em torno dele e da Max, e é narrado pelos pontos de vista de ambos. Os dois são personagens problemáticos que são assombrados pelos fantasmas do passado. O início da história dos dois foi bem inusitada e divertida, mesmo assim, senti que a autora poderia ter dado mais pitadas de humor, pois as cenas iniciais tinham tudo para deixar o leitor gargalhando, assim como aconteceu no primeiro volume da série. Isso, infelizmente, me deixou um pouco decepcionada, pois estava contando com algumas cenas de rolar de rir. 
Ao contrário do livro anterior, esse pequena carga dramática tem um foco maior. Os problemas que os protagonistas estão enfrentando deixaram a trama mais envolta nisso e não deu muito lugar a algo mais leve e descontraído. O que não é algo ruim, só não era o que eu estava esperando. 
Por fim acabei me apaixonando pelo Cade, e a impressão negativa que tinha sobre ele por causa do primeiro livro da série se desfez. Adorei a Max também, o jeito desbocado dela e o modo como ela e Cade são polos opostos, foram sem dúvidas pontos que me conquistaram e me prenderam à história. A Max e o Cade juntos é uma tortura só, pois ambos são teimosos que só (juro que essa rima tosca não foi proposital rsrs). Mesmo assim, gostei do modo como o relacionamento deles foi construído. Amo a troca de farpas que acontece entre eles de vez em quando! haha

Outro ponto positivo, pelo menos pra mim, é que o livro não é carregado de cenas eróticas, diria que há pitadas do gênero, mas não é aquele livro que a cada 50 páginas os personagens "se pegam" e a história se interrompe do nada. 
Quanto a diagramação, a fonte é confortável à leitura e o espaçamento também. As páginas são amareladas e contém uma arte simples que demarca cada início de capítulo. A capa não é a minha preferida, mas está ok e pelo menos, segue o padrão da trilogia. 
Fingindo é nada mais nada menos que aqueles livros leves, sem muita novidade e com muitos clichês, mas do tipo delicioso de ser lido, daqueles que não importa quantos clichês tenha, a gente sempre se entretém lendo. Então pra quem, assim como eu, adora um livro assim, super recomendo a leitura! ;)

Autora: Cora Carmack
Editora: Novo Conceito
Classificação: 3/5 estrelas
ONDE ENCONTRAR: AQUI


Esse é um repost do meu antigo blog, o Viajando na Estante, que agora faz parte do Karen Costa Blog como uma de suas principais categorias. 
Youtube - Instagram - Facebook - Twitter
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário