LIVRO: OBSESSÃO - TARA MOSS

Ela é linda, modelo internacional, estudante de Psicologia Forense. E tem um passado que prefere deixar para trás. Makedde Vanderwall sobreviveu ao ataque de um diabólico serial killer na Austrália e está de volta ao Canadá, sua terra natal. Os únicos desejos de Mak são voltar à sua rotina e esquecer para sempre o que houve. No entanto, as lembranças surgem a todo instante. Além de sonhos terríveis e frequentes com o incidente na Austrália, algo mais perturbador acontece - Andy Flynn, o charmoso e complicado detetive australiano que salvou a vida dela vai ao Canadá participar de um evento sobre criminologia. E não é apenas a presença irresistível do policial que traz recordações a Makedde. O desaparecimento de três alunas faz com que a universidade onde ela estuda seja tomada por um clima de preocupação, que se transforma em pânico quando se descobre que as jovens foram assassinadas por um psicopata. A linda modelo nem imagina que um fato surpreendente a liga ao maníaco, o que a põe em perigo novamente. Mak vai ser obrigada a enfrentar seus medos da maneira mais cruel possível - revivendo seu maior trauma e lutando para sobreviver. 
Depois de ler o primeiro livro dessa série maravilhosa, fiquei mega curiosa para conferir suas sequências. Eis que surge a vez de solicitar Obsessão, volume posterior a Fetiche. Minhas expectativas que estavam altas, felizmente não foram decepcionadas nesse segundo volume da série da Tara Moss

O desenrolar desse segundo volume da série policial da autora Tara Moss, teve uma estrutura diferente do primeiro volume, Fetiche. Em Obsessão, o suspense em si demorou um pouco para ser desenvolvido, mas quando desenvolveu não deixou nada a desejar. Fiquei bastante empolgada com a resolução das coisas e bem surpresa também. E não tem nada que me agrade mais do que ser surpreendida no decorrer de uma leitura! A trama de Obsessão foi sem dúvidas incrível, e de tirar o fôlego em suas últimas páginas!
Embora a estrutura na maneira de apresentar o ''conteúdo policial'' tenha sido diferente do apresentado no primeiro livro, Tara Moss continuou a enganar o leitor com pistas falsas, e nos presenteou com uma resolução ainda mais brilhante e sensacional! 
Os personagens principais continuam os mesmos, ou seja, boa parte da trama envolve Mak e Andy, que na maior parte do tempo mantiveram suas características apresentadas no primeiro livro, embora a Mak tenha me decepcionado e irritado algumas vezes com a sua teimosia. Em contraponto, achei interessante o modo como a autora a retratou neste segundo livro, pois pode-se perceber uma certa alteração no modo de ser da personagem em decorrência do trauma sofrido por ela em Fetiche. Já o personagem, Andy, só conseguiu me deixar ainda mais apaixonada por seu jeito fofo, sem ser aquela fofura exagerada que escorre mel! haha

Novos personagens também apareceram na história, alguns tendo mais destaque que outros. Se algum deles irá aparecer de novo durante a série, eu ainda não sei. Só lendo os próximos volumes para saber! :P

A capa desse segundo volume segue o padrão da primeira, e é até mais bonita. Não acho as capas dessa série as mais atrativas, felizmente a história compensa. Mesmo assim, ainda acho que esses livros mereçam algo mais convidativo. Quanto a diagramação interna, as páginas são amareladas, o tamanho da fonte e o espaçamento são bastante confortáveis para a leitura.
E claro, mais uma vez recomendo muitíssimo a leitura dessa série maravilhosa. A escrita da autora é uma delícia e é impossível não ficar preso dentro das histórias criadas por ela! E claro, mal vejo a hora de ler as sequências e principalmente, de saber o que vai acontecer no volume final!

Resenha do primeiro volume da série: Fetiche!


Autora: Tara Moss
Editora: Fundamento
Classificação: 4/ 5 estrelas
ONDE ENCONTRAR: AQUI - AQUI - AQUI

*Exemplar cedido em parceria com a editora


Esse é um repost do meu antigo blog, o Viajando na Estante, que agora faz parte do Karen Costa Blog como uma de suas principais categorias. 
Youtube - Instagram - Facebook - Twitter
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário