LIVRO: SILO - HUGH HOWEY

O que você faria se o mundo lá fora fosse fatal, se o ar que respira pudesse matá-lo? E se vivesse confinado em um lugar em que cada nascimento precisa ser precedido por uma morte, e uma escolha errada pode significar o fim de toda a humanidade?Essa é a história de Juliette. Esse é o mundo do Silo.
Em uma paisagem destruída e hostil, em um futuro ao qual poucos tiveram o azar de sobreviver, uma comunidade resiste, confinada em um gigantesco silo subterrâneo. Lá dentro, mulheres e homens vivem enclausurados, sob regulamentos estritos, cercados por segredos e mentiras.
Para continuar ali, eles precisam seguir as regras, mas há quem se recuse a fazer isso. Essas pessoas são as que ousam sonhar e ter esperança, e que contagiam os outros com seu otimismo.
Um crime cuja punição é simples e mortal.
Elas são levadas para o lado de fora.
Juliette é uma dessas pessoas.
E talvez seja a última.
Quando vi esse livro da Intrínseca ser lançado, fiquei logo intrigada e doida para saber sobre o que se tratava. Afinal, era mais uma distopia que estava vindo para as mãos ávidas de nós leitores, e acho que vocês já sabem que adoro ler livros desse gênero. E assim que pude, solicitei o livro para a editora. Minhas expectativas estavam altíssimas, pois vários blogueiros já estavam comentando positivamente sobre a obra. Quando o livro chegou, corri para ler, e infelizmente, tive uma grande dificuldade em seguir com a leitura. Ao mesmo tempo que estava intrigada e curiosa com o enredo, sentia que o livro não saía do lugar. Felizmente, insisti, insisti e insisti na leitura. E não me arrependo. As últimas cem páginas fizeram valer a pena.

Silo começa lento. Bem lento. E por mais que já houvessem insinuações, pistas e mistérios para atiçar a curiosidade do leitor, continuava lento. Detalhado. Tudo é extremamente detalhado. O autor nos faz praticamente acompanhar o dia a dia dos personagens de um livro de 500 páginas. Para se ter ideia, eu já estava lá pela página 80 quando me dei conta que nem a protagonista Juliette tinha entrado em cena ainda. Mesmo em sua lentidão, o enredo original e os cenários extremamente diferentes e inusitados, levam a melhor, e intrigam o leitor.

O livro está dividido em cinco partes e a é história é transmitida através dos pontos de vista de vários personagens. E por mais que eu não seja fã desse estilo de narrativa, em alguns momentos, o modelo se torna essencial e abrilhanta a leitura. Principalmente, quando está na quinta e última parte do livro, que é a parte de mais ação e acontecimentos relevantes da obra.
"Alguns homens são como vírus. A menos que queira ver uma praga irrompendo, você vacina o silo contra eles. Você os extirpa. "
Alguns personagens são bastante cativantes. E tome cuidado, não se apegue demais. Só Hugh Howey sabe o que nos espera pela frente. 

Posso ter tido alguns obstáculos e reclamações em relação ao tamanho e detalhes presentes na obra, mas não posso deixar de falar e ressaltar, o quão bem construído o Silo é - trocadilhos a parte, o livro não deixa muitas pontas soltas, pode demorar, mas a maioria das questões que levantei sobre o enredo enquanto lia foram respondias, ou meio respondidas, posteriormente. E as que não foram, serviram de gancho, faíscas para o próximo volume da série. E acredite, quero muito saber o que o autor irá desenvolver no próximo volume dessa brilhante saga. O que 100 páginas não podem fazer, né? Sim, minha leitura começou a tomar seu ritmo frenético ao final, nessas alucinantes 100 páginas.
Quanto a diagramação, as letra são um pouco pequenas, mas se fossem maiores o livro provavelmente seria ainda mais volumoso e mais pesado. Fato que no meu caso, atrapalha muito o progresso da leitura. A capa é bem atrativa, e definitivamente, chama à atenção. 

Recomendo Silo aos apaixonados pelo gênero. Aos que buscam algo novo e original. E que tenham paciência com a quantidade de vezes que o autor acelera o ritmo do livro, para logo depois diminuí-lo novamente. Mas que ao final, nos eletriza o leitor em uma sequência de acontecimentos insanos.

Autor: Hugh Howey
Editora: Intrínseca
Classificação:  4/5 estrelas
ONDE ENCONTRAR: AQUI 
* Exemplar cedido em parceria com a Editora Intrínseca 

Esse é um repost do meu antigo blog, o Viajando na Estante, que agora faz parte do Karen Costa Blog como uma de suas principais categorias. 
Youtube - Instagram - Facebook - Twitter
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário